e

Deixa Sair


Tudo que você
não sua,
não gasta,
não libera,
não respira;
acumula.

Tudo que você
não chora,
não perdoa,
não esquece,
não cresce;
entope.

Tudo que você
não ri,
não abraça,
não beija,
não ama;
apodrece.

Tudo que você
não muda,
não troca,
não avalia,
não retifica;
empaca.

Tudo que você
equilibra,
aprende,
revê,
expande;
liberta.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

1 comentários:

Clique aqui para comentários
19 de janeiro de 2008 05:42 ×

Excelente poema "Deixa sair". É uma delícia ler os seus poemas. Vc tem muito pe´no chão, muita clareza naquilo que quer expressar e vem de encontro com muitas coisas que espero ouvir. Parabéns!

Parabéns Laís de Ramos.
Responder
avatar
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário